WhatsApp Image 2020-03-23 at 3.30.36 PM

De forma inédita, a Controladoria-Geral do Estado (CGE) certificou todas as 117 unidades gestoras, entre órgãos e entidades, que integram o Governo do Amazonas. A prestação de contas atende às determinações do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e resulta do processo de auditorias realizadas nos órgãos no exercício de 2019. O trabalho tem o objetivo de garantir a correta aplicação dos recursos públicos.

 

Na etapa de certificação, a CGE avalia os números apresentados por cada gestor, classificando as contas como Regular, Regular com Ressalvas ou Irregular. O resultado é apresentado ao TCE concomitantemente com as sugestões de melhorias e/ou correções de falhas para determinada etapa de trabalho nas secretarias, caso a Controladoria avalie como necessário.

 

Os titulares das pastas estaduais terão até o dia 30 de abril deste ano para apresentar os resultados à corte de contas.

 

Segundo a subcontroladora-geral de Controle Interno da CGE, Lúcia Magalhães, a certificação de todas as unidades gestoras é um avanço na administração pública estadual, resultante das determinações do Governo do Amazonas quanto à prestação de contas à sociedade.

 

“A CGE emitiu recomendações, oportunidades de melhorias para os órgãos, após as análises em auditoria. Neste ano, faremos o monitoramento para verificar se os gestores adotaram as medidas anunciadas”, informou.

 

Para o controlador-geral do Estado, Otávio Gomes, a certificação dos 117 órgãos e entidades do Amazonas demonstra o compromisso da gestão do governador Wilson Lima e do vice-governador Carlos Almeida quanto à transparência e à prestação de contas do Governo para o cidadão.

 

“Auditamos cada órgão e entidade e concluímos o processo com a certificação junto ao TCE-AM. O trabalho mostra que o Governo do Estado tem o controle interno atuante e que busca a melhoria contínua da administração pública por meio da melhor aplicação do recurso público”, finalizou o controlador.