IMG_0861A Controladoria-Geral do Estado (CGE) encerrou no dia 21 de novembro um cronograma de visitas às escolas estaduais da capital para conscientizar os gestores sobre a importância da supervisão e certificação da boa qualidade da merenda escolar. O trabalho integra as ações de controle interno e embasará a conclusão dos relatórios de auditoria da Secretaria de Estado de Educação e Desporto.
O controlador-geral do Estado, Otávio Gomes, capitaneou o trabalho, que ocorreu em todas as zonas da cidade, acompanhado da subcontroladora-geral de Controle Interno, Lúcia Magalhães, e do subcontrolador-geral de Transparência e Ouvidoria, Rogério de Sá Nogueira.

 

”A CGE iniciou esse trabalho com o intuito de verificar a qualidade em relação ao serviço prestado no fornecimento da alimentação escolar. A partir da aplicação dos questionários teremos, efetivamente, indicativos a serem pontuados à Seduc, que acolheu esse trabalho com bom grado. É um trabalho conjunto desenvolvido pelas subcontroladorias de Controle Interno e de Ouvidoria”, explicou.

 

A abordagem feita pela equipe da CGE foi direcionada aos diretores das escolas, responsáveis pela averiguação do cumprimento do contrato referente ao fornecimento da alimentação escolar. Os diretores responderam questionários sobre a qualidade da alimentação preparada, cumprimento do cardápio, acompanhamento nutricional, entre outras questões.
O trabalho encerrou na Escola Estadual Presidente Castelo Branco, no bairro São Jorge, zona oeste. O controlador-geral do Estado, Otávio Gomes, visitou as dependências da escola e aplicou o questionário à diretoria. Mais de 300 escolas públicas da rede estadual de ensino, da capital e do interior, receberam o questionário, que consiste na última etapa do processo de auditoria realizada pela CGE.

IMG_0864IMG_0867IMG_0870 IMG_0872IMG_0865