A abrangência, a qualidade e o amplo acesso dos conteúdos disponibilizados pelo Governo do Amazonas sobre a pandemia causada pelo novo coronavírus garantiram ao estado o primeiro lugar no Índice de Transparência da Covid-19, da Open Knowledge Brasil (OKBR). No levantamento, que avalia a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia, o Amazonas aparece com 97 pontos, na classificação “Alto” em transparência.

 

No Boletim Semanal do Índice de Transparência da Covid-19 divulgado na sexta-feira (10/07), disponível no site https://transparenciacovid19.ok.org.br,  em avaliação de zero a 100 pontos, o Amazonas se destacou ao elevar sua pontuação para 97 pontos, atingindo a classificação “Alto”. O ranking mostra o estado em empate com o Espírito Santo.

 

Para o controlador-geral do Estado, Otávio Gomes, o resultado positivo mostra o compromisso do Governo do Amazonas em garantir transparência em todos os seus atos.

 

“O Governo do Estado preza pelo aprimoramento constante da disponibilização dos dados ao cidadão amazonense. Esse é o compromisso do governador Wilson Lima e do vice-governador Carlos Almeida com a população. É um trabalho que conta com a atuação dos órgãos de saúde e de transparência. Buscamos alcançar o primeiro lugar na transparência”, informou o controlador.

 

Ranking – O levantamento utiliza três dimensões principais em sua metodologia: Conteúdo, Granularidade e Formato. Em Conteúdo, são considerados itens como idade, sexo e hospitalização dos pacientes confirmados, além de dados sobre a infraestrutura de saúde, como ocupação de leitos, testes disponíveis e aplicados.

 

Em Granularidade, é avaliado se os casos estão disponíveis de forma individual e anonimizada, bem como o grau de detalhamento sobre a localização (por município ou bairro, por exemplo). E, em Formato, consideram-se como pontos positivos a publicação de painéis analíticos, planilhas em formato editável e séries históricas dos casos registrados.