Conforme Decreto Número 38.385 de 29 de novembro de 2017, o Controlador-Geral do Estado tem como atribuições:

Instituir o Planejamento Estratégico da CGE e avaliar seus resultados;

Estabelecer o Plano Anual de Trabalho do órgão e as diretrizes para a Proposta Orçamentária Setorial do exercício seguinte;

Subsidiar a elaboração do Plano Plurianual e da Proposta Orçamentária Anual, observadas as diretrizes e orientações governamentais;

Ordenar as despesas do organismo, podendo delegar tal atribuição por meio de ato específico;

Deliberar sobre assuntos da área administrativa e de gestão econômico-financeira no âmbito da CGE;

Propor aos órgãos competentes a alienação de bens patrimoniais e de material inservível sob a administração da CGE;

Propor para aprovação do Chefe do Executivo, programas de planos e metas para a CGE;

Sugerir ao Governador a alteração de normas legais e regulamentares pertinentes à CGE, inclusive a modificação do Regulamento Interno;

Aprovar o regulamento Administrativo da Controladoria em conformidade com a orientação emanada da Secretaria de Administração e Gestão;

Aprovar o Relatório Anual de atividades da CGE.